[Imagem: merkel-putin.jpg]





Acabo de ler a notícia que fala sobre as intenções da Alemanha entrar no BRICS.



Isso pode significar a derrota do dólar e criar uma nova ordem mundial com o comando do BRICS.



Mas também poderia resulta na terceira guerra mundial.



fonte: http://ift.tt/1p6VWhi

http://ift.tt/1p6VWhm



Citar:Um amigo me mandou este link há alguns dias pelo Facebook:



http://ift.tt/1p6VWhv



O texto afirma que a Alemanha estaria se preparando para abandonar a OTAN e se juntar aos BRICS. Se isto for verdade, há várias consequencias possíveis.



A primeira e mais evidente é o esfacelamento da OTAN na Europa à medida que a Alemanha arraste consigo outros membros da entidade para uma Nova Ordem Mundial. A segundo conseqüência possível é o fortalecimento da nova instituição bancária criada pelos BRICS encerrando o desequilíbrio crônico e perverso em favor da especulação financeira em detrimento da economia real patrocinada pelos EUA e pelo FMI. A terceira será a evidente criação de novas oportunidades em todos aqueles países que foram devastados pelas crises econômicas deliberadamente provocadas pelos ajustes exigidos pelo FMI para lhes emprestar dinheiro.



A quarta conseqüência da adesão da Alemanha aos BRICS com o abandono da OTAN, não tão evidente e possivelmente mais demorada, será o começo do fim do império de bases militares norte-americanas. Mas isto só ocorrerá depois dos EUA esgotarem completamente as economias do país para tentar manter sua hegemonia planetária. De qualquer maneira, a defecção alemã da OTAN certamente inviabilizará quais planos de guerra que os EUA tenham de ampliar a guerra na Ucrânia ou mesmo atacar a Rússia caso Putin envie tropas para combater o regime nazista de Kiev.



Uma colega que diz ser de Varsóvia postou no Facebook o seguinte comentário:



“Hell, this may even expunge Germany's karma for its Nazi past...”



Onde quer que a comentarista esteja, a razão está com ela nesta questão. A Alemanha volta a ser o centro do mundo, mas de uma maneira bem diferente daquela pretendida pelos nazistas. O país que fez a Europa mergulhar em duas guerras mundiais talvez esteja predestinado a impedir que o planeta rume para uma III Guerra Mundial planejada pelos malucos que dão as cartas no Pentágono.



Se a Alemanha realmente seguir neste curso, em breve os EUA ficará apenas em companhia de Inglaterra, Israel, Canadá e México. Mas a Inglaterra cuidará apenas de seus interesses e Israel continuará a complicar a vida de qualquer parceiro. México e Canadá, entretanto, seriam bem mais felizes se não tivessem os EUA entre eles.



O mundo segue acelerando rumo a uma Nova Ordem Mundial. Mas ONU continua presa aos condicionamentos e letargias impostos pela hegemonia norte-americana e pela chantagem emocional feita por Israel com base no Holocausto. Tanto que ao referir-se aos ataques a Gaza uma autoridade da ONU falou em "possíveis crimes de guerra". A falácia da ONU é evidente. As guerras de conquista territoriais foram banidas quando da criação da ONU.



Agressões militares contra populações civis não costumam ser autorizadas pelo Conselho de Segurança da ONU. O uso da expressão "danos colaterais" é um expediente retórico incapaz de revogar os direitos humanos daquelas crianças que foram mortas e mutiladas em Gaza. Israel chegou a bombardear a própria sede da ONU no local demonstrando que está disposto a continuar a cometer crimes e a zombar da Lei Internacional. É claro que isto ficará mais fácil enquanto a ONU falar em "possíveis crimes de guerra". A ONU demorou a dar uma resposta à ação ilegal israelense e quando respondeu o fez de maneira absolutamente ultrajante.



O Brasil já começou a protestar contra o excesso de violência israelense em Gaza. Não seria melhor ir além? Os BRICS poderiam aprovar uma resolução impondo a Israel um prazo fatal para cessar fogo, após o qual todos os países expulsariam os embaixadores de Israel de seus territórios declarando o congelamento das relações diplomáticas com o agressor por prazo indeterminado.







Leia mais: http://ift.tt/1p6VVKc



Fonte: Alemanha tem intenção de entrar no BRICS»

As Aventuras de Lilith

Postado por A Verdade Sobre | 06:19

lilith_logo


Uma das Lendas Iniciáticas mais antigas da humanidade e ainda uma das mais belas diz respeito à Lilith, também chamada Ishtar, Inanna ou Astarte (cada tribo da Mesopotâmia tinha um nome diferente para chamá-la, mas a Deusa mantinha as mesmas características em todos os poemas).


Começa hoje no Catarse o Projeto As Aventuras de Lilith. Um livro infantil contendo elementos de Hermetismo, Alquimia e Mitologia.


A idéia deste projeto aconteceu quando estava procurando por presentes de aniversário para minha filha. Vi que, nas prateleiras, todos os brinquedos e livros legais eram “para meninos” e, para as meninas, sobravam bonecas insossas, princesas passivas e equipamentos miniaturas de limpeza da casa e cozinha. Não era isso que eu desejava para minha filha.


Não existem muitos livros infantis de aventuras voltado para meninas; a imensa maioria dos produtos feitos para o público feminino infantil trata de princesas fúteis que passam seus dias na cozinha esperando a chegada de príncipes encantados para lhes salvarem. A idéia deste livro (e dos demais que virão nesta série) é resgatar as heroínas mitológicas da História da Humanidade. Modelos de coragem, bravura e independência que gostaríamos de ver em nossas filhas.


lilith_capa


O Projeto gráfico já está em andamento e pretendemos entregar tudo em Dezembro, como Presente de Natal! Aproveite para fazer seus pedidos da Enciclopédia de Mitologia, Tarot HKT2 e Pequenas Igrejas, Grandes Negócios AUTOGRAFADOS, com descontos e frete grátis!





© deldebbio for Teoria da Conspiração, 2014. | Permalink | | Add to del.icio.us

Post tags:




Fonte: As Aventuras de Lilith»

Constatar o óbvio

Postado por A Verdade Sobre | 04:43